O Presidente da Assembleia Nacional, Dr. Basilio Mosso Ramos, presidiu nesta quinta-feira 30 de 0utubro, a cerimónia de lançamento oficial da Jornada Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, que vai decorrer em sincronização com os países da sub-região Oeste Africana, de 31 de Outubro a 03 de Novembro.

 

Através desta campanha que decorre durante 4 dias, o Ministério da Saúde pretende vacinar todas as crianças menores de 5 anos de idade e atingir uma taxa de vacinação de mais de 95%, colocando no terreno equipas de vacinação que vão em todos os jardins infantis e porta à porta.

 

Será um total de 52 mil 710 crianças, em todo o território nacional, a serem vacinadas nesta primeira fase, com vista a aumentar a imunidade das crianças contra esta doença infecciosa causada pelo poliovírus.

 

Desde 2001 Cabo Verde não tem registado casos de poliomielite, mas tendo em conta a prevalência do PVS em alguns países da Africa Ocidental, do Médio Oriente e da Ásia e por existir o risco de importação do vírus selvagem, a Organização Mundial da Saúde juntamente com a UNICEF recomendaram a realização de jornadas sincronizadas entre os países para a erradicação definitiva da poliomielite no mundo até 2018.

 

A Ministra-adjunta e da Saúde, Dra. Cristina Fontes Lima, na sua intervenção de abertura, considerou que através de conjugação de esforços é possível atingir essa meta.

“Cabo Verde está a fazer a sua parte, protegendo as gerações futuras e contribuindo para que a eliminação se faça em cadeia”.

 

Em Maio de 2014, a Organização Mundial da Saúde decretou a erradicação da poliomielite uma emergência para a saúde pública mundial.

Para o representante da OMS em Cabo Verde, Dr. Mariano Salazar Castellon, o país tem excelentes condições de avançar na eliminação da pólio mas é preciso vontade política disciplina, organização e o fortalecimento do programa.

“Eu acho que a campanha de agora é uma excelente oportunidade de colocar a pólio como um ponto relevante da agenda política, para que Cabo Verde continue a brilhar no cenário dos países africanos, erradicando a pólio.”

 

Esta primeira fase da Jornada Nacional de Vacinação contra a Poliomielite contou com financiamento conjunto da OMS, da UNICEF e do Governo de Cabo Verde e está enquadrada no âmbito do plano estratégico global de erradicação da pólio 2013-2018, adoptado na Assembleia Mundial de Saúde em Maio de 2013.