Nos dias 23 e 24 de Novembro de 2012, O Ministério das Comunidades (MDC), e o Gabinete da Ministra-Adjunta do Primeiro-Ministro – Chefia do Governo, com o apoio da Organização Internacional das Migrações (OIM) realizam a Conferência Internacional e Iª Feira das Migrações, sob o lema: Cabo Verde: país de Emigração e de Imigração.

Estes eventos têm como objectivo principal a sensibilização e a chamada de atenção para a importância, centralidade, e actualidade da temática das Migrações para o desenvolvimento de Cabo Verde.

 

A cerimónia de abertura da Conferência Internacional das Migrações, teve lugar na manhã de hoje, 23 de Novembro, no Auditório da Reitoria da Universidade de Cabo Verde.

A Ministra das Comunidades, Dra. Fernanda Fernandes, presidiu a sessão solene de abertura na presença da coordenadora da Unidade de Coordenação da Imigração, Dra. Carmen Barros, e da representante da Organização Internacional das Migrações, Dra. Ana Barbosa de Melo.

 

Para a Ministra das Comunidades, a conferência tem por objectivo promover debate e reflexão pública sobre as Migrações, como componente essencial para o desenvolvimento social e económico de Cabo Verde, “a ideia neste momento é de pensar nas Migrações, pensar não só nos que emigram mas também nos que imigram”.

“acreditamos que a cultura da paz depende muito do debate e da aceitação da sociedade” frisa a Ministra, adiantando que pretende-se com a conferência discutir de forma aberta sobre as Migrações de forma geral.

A Ministra da Comunidades diz, entretanto, que a Imigração não se encontra completamente organizada, mas acredita que com a criação da Unidade de Coordenação da Imigração (UCI), a situação dos imigrantes melhorar- se- à consideravelmente, e em relação à emigração “acho que temos mais ou menos os mesmos problemas”.

“De forma empírica notamos que há um aumento de número estrageiros em CV, sobretudo da comunidade portuguesa do ramo empresarial, de países da Costa Ocidental Africana e da comunidade asiática entre outros”, realçou a Ministra.

 

A Dra. Carmen Barros, coordenadora da UCI, assegura que “é fundamental relfectir sobre a emigração e sobre a sua importância, sobre as nossas políticas para as comunidades no exterior como parte fundamental ”.

Para além dos 3 pilares da Politica Nacional de Imigração aprovado este ano através da adopção da Estratégia Nacional de Imigração é de referir que segundo a coordenadora da UCI, foi aprovado o quarto pilar “coerência das políticas migratórias”. Sublinhou o facto, do evento ter sido organizado com apoio de entidades parceiras, mostrando assim a existência desta coesão.

 

Segundo a representante da OIM - Praia, Dra. Ana Barbosa de Melo “este dialágio e esta reflexão são factos urgentes tendo em conta a importância das Migrações para Cabo Verde quer a nível social, económico e sobretudo a nível do seu desenvolvimento”.

 

No dia 24 de Novembro realizar-se-á a Feira das Migrações, na Praça Dr. António Loreno, (Praia), em que, através de exposições, dança e música, entre outros, pretende mostrar a diversidade de culturas, de destino e de origem presentes no panorama migratório cabo-verdiano, tanto na perspectiva da Emigração, como da Imigração.

Conferenia_de_Migraes_3Conferenia_de_Migraes_2 Conferenia_de_Migraes_1