O Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, reconfirmou durante a sua visita a ilha Brava que será construído um novo Centro de Saúde na ilha, cujo financiamento já está garantido.

1Z5A5918O governante fez este anúncio em declarações à imprensa, no término da sua visita de trabalho à ilha, realçando que há seis meses se encontrava na ilha, e desde então introduziu algumas mudanças, com mais médicos para ilha, inclusive do delegado de Saúde da Brava.

Igualmente, nesta visita, realçou que juntamente com a Câmara Municipal da Brava que tem sido uma parceira do Ministério da Saúde (MS), discutiram a questão da construção do novo Centro de Saúde.

Neste momento, disse o ministro, está-se a trabalhar os cenários para ver que tipo de Centro de Saúde vai ser construído, tendo em conta as especificidades próprias da ilha, mas também a própria localização do mesmo, ficando a garantia de que uma equipa vai se deslocará a ilha para analisar e propor cenários para a construção da infraestrutura.

Nesta deslocação, o Ministro se fez acompanhar do Director Nacional da Saúde, da Diretora Geral do Planeamento, Orçamento e Gestão do Ministério da Saúde, do Director do Gabinete dos Assuntos Farmacêuticos e da Diretora do Hospital Regional São Francisco de Assis, e aproveitou para visitar as estruturas de saúde na ilha, nomeadamente a delegacia, o posto sanitário de Nossa Senhora do Monte e a Unidade Sanitária de Base de Lomba.

Do encontro com o presidente da câmara municipal, Arlindo do Rosário ficou informado da satisfação da população quanto ao aumento do número de médicos, que de um nos últimos seis meses passou-se para três, o que tem aumentado o número de consultas e visitas mais frequentes às comunidades e aos Postos Sanitários.

Neste sentido, lançou um desafio e deixou uma palavra de encorajamento para a equipa de saúde na ilha, pedindo para trabalhar para uma “maior eficiência”, utilizando os recursos disponíveis, mas também numa perspectiva de enquadramento da região.

Pois, destacou que a Brava tem as suas especificidades, mas não está sozinha, uma vez que se encontra integrada numa região e o pensamento do desenvolvimento das duas ilhas deve ser feita no âmbito da Região Sanitária Fogo e Brava.

Questionado sobre a possibilidade de se ter um espaço para acolher os pacientes da Brava que são transferidos para consultas e tratamentos na ilha do Fogo, o titutal da pasta da Saúde realçou que neste sentido existem duas áreas, nomeadamente a de prestação de cuidados e a da protecção, partilhados por ministérios diferentes.

Mas, salientou que vai discutir e abordar esta questão com o Ministro da Família e da Inclusão Social a nível do Governo e as respostas devem ser encontradas numa articulação entre os vários departamentos governamentais.

Quanto à introdução de consultas de especialistas como fisioterapeuta, dermatologista, estomatologista, o responsável realçou o facto de vários especialistas terem estado a deslocar-se a partir do Fogo para ministrar consultas na Brava, mas também explicou que a frequência dessas visitas depende do número de especialistas que a região possui, sublinhando que o número ainda é reduzido, e assim que for aumentando, também a Brava beneficiará, reforçando que tem de ser no pensamento da região.

E, diz estar convicto de que com a instalação da Equipa de Coordenação da Direcção da Região Sanitária Fogo e Brava, que prevê ser muito em breve, a equipa terá a responsabilidade de equacionar e gerir melhor essas deslocações.

Por seu turno, Francisco Tavares, presidente da Câmara Municipal da Brava, congratulou-se com esta visita que, segundo o mesmo, veio confirmar que o Centro de Saúde da Brava será uma realidade ainda neste mandato e que terão de trabalhar em conjunto nos aspetos que têm a ver com os terrenos, localização, entre outros aspetos.

Neste sentido, com um novo Centro de Saúde, o autarca revelou que haverá e trará muitos benefícios para a ilha, destacando que haverá também uma melhoria no relacionamento com a Região Sanitária Fogo e Brava, principalmente na vinda de mais especialistas à Brava e com maior frequência.

 
 
Ministério da Saúde
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
Direitos de autor © 2022 Ministerio da Saúde. Todos os direitos reservados.