De 31 de outubro a 02 de novembro, o Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, participa da Cimeira da Africa Ocidental e Central sobre VIH/SIDA, em Dakar Senegal, promovido pelo Instituto da Sociedade Civil para o VIH e a Saúde em África ocidental e central e a ONUSIDA, com o patrocínio do Presidente do Senegal, Maky Sall.


1Z5A5275Esta Cimeira de Alto Nível constitui uma oportunidade para mobilizar a sociedade civil bem como os decisores políticos e técnicos para analisarem os desafios estratégicos para África Ocidental e Central, uma vez que a região responde a dupla pandemia de VIH/SIDA e Covid-19.


A Cimeira de Alto Nível está enquadrada, na nova Estratégia Mundial de Luta contra o VIH-SIDA 2021-2026 que visa pôr fim as desigualdades que dificultam o progresso da luta contra VIH- SIDA a nível mundial.


Nesta reunião, o Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, preside uma sessão especial sobre os cuidados pediátricos em VIH/SIDA, com foco na discussão sobre os sucessos, desafios e fatores favoráveis que devem ser reforçados, e o papel atual e potencial das respostas comunitárias que permitem preencher as lacunas existentes e formular recomendações na resposta à transmissão vertical do VIH, na África central e ocidental.

Na sua Intervenção, Arlindo do Rosário defendeu que o futuro de um país, o exponencial para o seu desenvolvimento, começa na forma como cuidamos das crianças. A saúde, tal como a educação são os pilares fundamentais para um crescimento e desenvolvimento saudáveis e são uma garantia de segurança futura, de uma sociedade desenvolvida , mais justa e inclusiva.

"Nenhuma sociedade , nenhum país, pode se considerar desenvolvido enquanto tiver as suas crianças morrendo por causas evitáveis, crianças com deficiências resultantes de má assistência no pré-natal e intra-parto , crianças portadoras de doenças transmitidas mae filho , como a sífilis ,congénita, a hepatite B e o VIH/sida".

Reforçou ainda que o fardo, do ponto de vista , sanitário, económico e social é demasiado grande para ser negligenciado e exortou a todos os parceiros, Governos, Sociedade Civil, Comunidades, organismos internacionais a continuar os esforços para combater este problema de transmissão vertival do VIH na África ocidental e central.


A taxa de transmissão do VIH de mãe para filho em Cabo Verde é de 2%. De recordar que Cabo Verde tem o objetivo de obter a certificação da eliminação da transmissão vertical do VIH e sífilis congénita até 2023.


Ainda a margem desta Cimeira o Ministro da Saúde manterá encontros com vários parceiros financeiros em matéria de VIH/SIDA. nomeadamente o Fundo Global, manterá um encontro de trabalho com o seu homólogo senegalês, Abdoulaye Diouf Sarr e visitas ao Hospital Principal Militar bem como o Instituto Pasteur de Dakar.


O Ministro da Saúde se faz acompanhar nesta deslocação da Secretária Executiva da CCS/SIDA, Maria Celina Ferreira.

De Cabo Verde tambem participam os representantes da Sociedade Civil nomeadamente a Verdefam e a Morabi.

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2021 Ministerio da Saúde. Todos os direitos reservados.