O ato de assinatura teve lugar, na tarde desta quinta-feira 23 de setembro, entre o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal António Sales e do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde de Cabo Verde, Evandro Monteiro, na presença do Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.

1Z5A3121A Adenda assinada tem com objeto a alteração da cláusula 4ª do Protocolo assinado em janeiro de 2018 que visa a colaboração e apoio de Portugal na formação específico de médicos Cabo-verdianos na área da medicina geral e familiar

O Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde de Cabo Verde, Evandro Monteiro, disse que o objetivo principal do governo é reforçar a sua atenção primária com quadros médicos da área da medicina familiar como um pilar fundamental para alavancar e qualificação dos cuidados de saúde.

Monteiro considerou também que mesmo em contexto pandémico, Portugal tem-se mostrado como sempre amigo de Cabo Verde, pois colocou a disposição do arquipélago meios materiais, humanos e financeiros, tendo como exemplo a doação das vacinas contra a covid19 que permitiu reforçar o processo de vacinação em Cabo Verde.

“Iremos ter brevemente em Cabo Verde os primeiros formados com mestrado integrado em medicina, fruto da cooperação que vai permitir formar os nossos próprios quadros em medicina” reforçou.

Para o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal António Sales, na sua intervenção agradeceu em nome da Ministra da Saúde de Portugal as relações de parceria entre os dois países e disse que “este é pois um marco importante” na longa e histórica relação de cooperação na área da saúde.  

Considerou ainda que apesar do contexto da pandemia da Covid19 foi possível consolidar os conteúdos dos módulos de formação em exercício e disse que a alteração ao protocolo visa permitir que os médicos portugueses em exercício na medicina geral e familiar, vinculados ao Serviço Nacional de Saúde de Portugal possam ser dispensados para exercerem as funções de tutores dos colegas Cabo-verdianos em formação.

“Estou certo de que este é um passo de facto importantíssimo para a melhoria da qualidade assistencial, técnica, científica e formativa na área da medicina geral e familiar em Cabo Verde” reforçando que é um momento de aprendizagem mútua onde ganham os profissionais portugueses, os profissionais cabo-verdianos e sobretudo os doentes.

Caracterizou a medicina geral e familiar como sendo eficiente, acessível e abrangente, como porta de entrada das pessoas no sistema, que promove o trabalho em equipa e coordenação de cuidados, bem como o respeito pela autonomia do cidadão no que diz respeito a sua saúde.

 António Sales terminou reiterando o Compromisso Político de Portugal em continuar a colaborar com Cabo Verde no âmbito da cooperação e do intercâmbio técnico e científico da troca de experiências entre os seus quadros.

A cerimónia de Assinatura foi assistida pelo Embaixador de Portugal em Cabo Verde, António Moniz.

O Secretário de Estado Adjunto e da Saúde de Portugal encontra-se de visita a Cabo Verde nos 23 e 24 de setembro.

1Z5A3114

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2021 Ministerio da Saúde. Todos os direitos reservados.