O Ministro da Saúde e da Segurança Social representou Cabo Verde na 72ª Assembleia Mundial da Saúde da Organização Mundial da Saúde, OMS que decorreu de 20 a 28 de maio em Genebra, Suíça. Durante a sua intervenção Arlindo do Rosário salientou os bons indicadores de saúde em Cabo Verde, com destaque para a saúde materno-infantil – nomeadamente a redução da mortalidade geral (materna e infantil) -, o controlo das doenças transmissíveis, bem como o esforço do país investido na vacinação contra a pólio, o sarampo e a rubéola.

Enalteceu também o fato de Cabo Verde ter sido declarado livre da Pólio e lembrou ainda que está no processo de certificação de eliminação do Sarampo, do Paludismo e da transmissão VIH mãe/filho.

Arlindo do Rosário, que também representa a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP (a que Cabo Verde tem a presidência pro tempore), defendeu na 72.ª Assembleia Mundial, que a comunidade tem desenvolvido iniciativas de cooperação para fortalecer os sistemas de saúde e garantir acesso universal a serviços de saúde de qualidade para as populações.

O governante reiteirou, em nome da CPLP, o compromisso de todos os países da Comunidade com a agenda da OMS “Saúde para todos”. “Reafirmo a nossa disposição para seguir fortalecendo o trabalho da OMS e as ações de cooperação em saúde, para benefício dos nossos povos”.

A margem do evento Arlindo do Rosário participou numa reunião restrita a alguns países onde foram apresentadas as perspetivas de eliminação da Malária na sub-região do Sahel (SaME), sob o tema “Paludismo: intensificar a luta para atingir os objetivos de 2030”. No encontro o Ministro da Saúde e da Segurança Social apresentou as boas práticas de Cabo Verde na eliminação do Paludismo no horizonte de 2020.

foto geneve

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2019 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.