Com este ato de tomada de posse, está em curso uma renovação importante na direção estratégica do Ministério da Saúde e da Segurança Social e como em todos os processos de renovação, a expectativa é de que, os efeitos gerados sejam positivos e produzam resultados palpáveis. Esta afirmação foi proferida pelo Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, durante a cerimónia de empossamento do novo Diretor Nacional de Saúde, Artur Correia, e da nova Presidente do Conselho de Administração do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, num ato que aconteceu, nesta quinta-feira, 23 de agosto.

De acordo com o Ministro, Arlindo do Rosário, o sector da saúde precisa de uma abordagem integradora, holística, multissectorial e pluridisciplinar com vista a promoção da unicidade das ações do Ministério da Saúde e da Segurança Social.

 “queremos uma saúde voltada para as pessoas, um Ministério virado para promoção da saúde e prevenção a todos os níveis.”

 Arlindo do Rosário manifestou a sua confiança no novo Diretor Nacional da Saúde, afirmando que por detrás desta decisão pesaram vários pressupostos, nomeadamente, o seu percurso a nível do Serviço Nacional de Saúde, a sua experiencia adquirida ao longo de décadas ao serviço do Sistema Nacional de Saúde e sua competência profissional e formação académica voltada para área da saúde pública.

 Disse ainda que, a DNS tem pela frente desafios importantes nomeadamente a eliminação do paludismo no horizonte 2020 e a eliminação da transmissão vertical do VIH/SIDA mãe-filho.

 Em relação ao Instituto Nacional de Saúde Pública, o Ministro considerou que se trata de uma instituição ainda em construção a todos os níveis, mas de relevância capital para a promoção da saúde e criação da inteligência sanitária necessária ao Sistema Nacional de Saúde. Assim exortou a liderança da nova presidente do INSP, a trabalhar para a materialização das atividades essenciais para o desenvolvimento desta instituição e de todo o sector.

 “o reforço da capacidade laboratorial para vigilância entomológica, a implementação da vigilância sanitária de alimentos e água, a consolidação do Observatório Nacional de Saúde, a finalização do Projeto da futura instalação do INSP, o reforço da função de Instituição Nacional de Coordenação, entre outras, são as prioridades do INSP para os próximos tempos.”

 Para a Presidente do INSP, os desafios que se impõe são enormes nesta fase de afirmação do Instituo Nacional de Saúde Pública. Neste sentido, prometeu trabalhar com afinco para levar este Instituto a assumir o seu papel como instituição de referência no panorama sanitário nacional e internacional.

“vamos trabalhar para ajudar o país a implementar o Programa do Governo, a atingir a Cobertura Universal de Saúde e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

 O novo Diretor Nacional de Saúde, Artur Correia, afirmou que a sua liderança a frente dos destinos da DNS, será primada pela promoção de uma visão holística da saúde levando em conta os determinantes sociais da saúde em todas as estruturas de saúde do país, visando uma maior proximidade com as comunidades e seus representantes.

“Advogaremos os lemas a saúde em todas as politicas e uma só saúde, em articulação com todos os atores e esforçaremos para que o acesso universal no sentido da eliminação de barreiras e de garantias de equidade no acesso aos serviços sejam, cada vez mais, uma realidade no país.”

De realçar que, o ato solene decorreu no Palácio do Governo, e contou com a presença dos dirigentes e profissionais do sector e representações de outras instituições e organismos internacionais.

foto tomada de posse DNS INSP

 

 

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2018 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.