foto Saúde única

O Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário reconheceu esta segunda-feira que o objeto do encontro sobre a Saúde Única, interpela a capacidade de articulação entre os diversos Departamentos Governamentais, numa lógica de intersetorialidade, mas também da capacidade de colaboração intersectorial no interior dos respetivos Ministérios. Arlindo do Rosário falava à margem da cerimónia de abertura do Encontro de Delegados de Saúde, Agricultura e Ambiente no âmbito da abordagem de Saúde Única, que decorre na Cidade Velha.

O titular da pasta de saúde diz que a estratégia “Uma Só Saúde” está baseada num tripé, que inclui a Saúde Humana, a Saúde Animal e a Saúde Ambiental, sublinhado que esta estratégia oferece uma abordagem holística para fazer face aos riscos sanitários e responder a epidemias que os países enfrentam.

Segundo o ministro, o Governo de Cabo Verde tem-se empenhado fortemente na estratégia Saúde Única, pois tem marcado a sua posição politico-estratégica em vários fóruns de alto nível, “incluindo a reunião Conjunta dos Ministros da Saúde e do Ambiente, que teve lugar em Dakar, finais de 2016”.

Para o representante da Organização Mundial da Saúde, Mariano Castellon, este projeto está a promover a abordagem intersectorial e afirma que confia na continuação bem-sucedida da execução do projeto até o final do ano de novembro, a fim de fortalecer a capacidade do país de responder a emergências sanitárias causadas por doenças transmitidas por mosquitos.

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2018 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.