Cerca de trinta e cinco oftalmologistas dos países africanos reuniram-se nos dias 16 e 17 de julho, na cidade da Praia, 10º Fórum Regional da Saúde Ocular, sob o tema “Saúde Ocular para o desenvolvimento sustentável em África Ocidental”. O encontro teve como objetivo rever o progresso da iniciativa para reduzir a cegueira evitável e a deficiência visual na África Ocidental e contou com a presença do Director Geral da Organização Oeste Africana da Saúde, Prof Stanley Okolo.

O Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, que presidiu a cerimónia de abertura do Fórum sublinhou que o panorama da saúde ocular em Cabo Verde não difere muito, muito do dos outros países da sub-região.

“É uma luta que partilhamos com os nossos irmãos da nossa comunidade oeste africana e que merece estratégias concertadas que ultrapassam o âmbito nacional e que demandam uma forte vontade política dos governos e da cooperação internacional”, salienta.

O governante explica que apesar dos esforços que têm sido feitos o diagnóstico da situação da saúde ocular na região “há ainda um imenso caminho a percorrer” a nível do acesso universal aos cuidados de saúde e particularmente aos cuidados de saúde ocular.

Apesar dos inúmeros desafios o ministro asseguraque “o caminho é longo, mas precisa ser percorrido” e “vamos ter que fazer uma forte aposta na formação de técnicos e especialistas na área da oftalmologista”.

Segundo Arlindo do Rosário os dados apontam que nas escolas existem um número significativo de crianças que sofrem de problemas de visão, conforme o rastreio das deficiências visuais no quadro escolas promotoras da saúde de 2012-2014.

O Director Geral da Organização Oeste Africana da Saúde, Prof Stanley Okolo, acredita que apesar dos ganhos obtidos, através dos apoios da OOAS aos estados membros, “a região poderia estar mais apta para prevenir milhões de casos de cegueira evitável”.

Prof Stanley Okolo diz estar ciente que as deliberações deste fórum ajudarão a OOAS a desenvolver uma estratégia regional de saúde ocular com impacto positivo na saúde das populações.

O encontro foi organizado pela Organização Oeste Africana de Saúde – OOAS em parceria com o Ministério da Saúde e da Segurança Social – MSSS. A OOAS tem organizado fóruns regionais sobre saúde ocular a cada dois anos desde 2003 com finalidade de rever o progresso para a realização dos objetivos da Visão 2020.

Esta iniciativa foi lançada em 2000 e tem como base fundamental reduzir o aumento preocupante da prevalência de cegueira global através de estratégias para eliminar a cegueira evitável antes de 2020.

 De realçar que, com adoção do plano de ação global 2014-2019 para a saúde ocular universal, a meta é reduzir em 25% a prevelância da deficiencia visual evitável até 2019.

foto Forum Ocular OOAS

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2018 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.