O Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, participou nesta segunda feira (16) de um encontro sobre Iniciativa de Eliminação no Sahel, sob o tema “Dakar II: Duas décadas de progresso, desafios e perspetivas para acabar com o paludismo”, que decorreu em Dakar, Senegal.

Na sua intervenção o Ministro da Saúde e da Segurança Social realçou a importância e o envolvimento de todos os países na eliminação do Paludismo na região e aponta Cabo Verde como um exemplo nesta temática.

No mesmo sentido, o ministro defende que apesar dos casos notificados e da recente epidemia, somando num total de 572 casos autóctones, sendo 423 em 2017, o país tem dado respostas e isso traduz-se na redução da mortalidade pela doença em Cabo Verde.

Arlindo do Rosário reconhece o apoio da Organização Mundial da Saúde, Roll Back Malária, Fundo Global e outros parceiros no apoio concedido durante a epidemia de 2017, e reforça o engajamento de Cabo Verde na eliminação da doença no horizonte 2020.

O Ministro da Saúde e da Segurança Social apelou o reforço da colaboração existente, sobretudo entre os países da região, para que, a eliminação do paludismo em Cabo Verde e na região, venha a ser uma realidade.

Neste encontro participaram também o diretor do Programa Mundial do Paludismo (GMP) da Organização Mundial da Saúde, Pedro Alonso, a Primeira-dama do Níger, representantes do Ministério da Saúde de Dakar, representantes da OMS África, o Fundo Global, e vários outros parceiros.

O encontro realizado à margem da 7ª Iniciativa Multilateral Pan-Africana sobre o Paludismo (MIM Dakar 2018) pela Roll Back Malaria e Parceiros decorreu no Centro internacional de Conferência Abdou Diouf em Dakar Senegal.

Encontro de Iniciativa de Eliminacao no Sahel

 

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2018 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.