O ato central da comemoração do Dia Mundial da Saúde aconteceu este ano, pela primeira vez, na ilha de Santo Antão sob o lema “Cobertura Universal: Saúde para todos em todos os lugares. O mesmo decorreu durante as 1ªs Jornadas de Saúde da Região Sanitária de Santo Antão, a 7 de abril, dia Mundial da Saúde, data esta que a Organização Mundial da Saúde assinala com objetivo de sensibilizar a comunidade para a importância da Saúde para Todos.

 O Ministério da Saúde e da Segurança Social pretende com esta descentralização fazer uma ponte com o lema “Saúde para todos em todos os lugares”.

  “A política de descentralização seguida pelo Ministério da Saúde e da Segurança Social está a ser consumada neste ato, que aproxima as efemérides de relevância nacional e internacional para outras partes do nosso território nacional”, afirma ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo de Rosário, no seu discurso.

Ainda no entender do mesmo, o governo tem feito intervenções importantes, nomeadamente, na rede de infraestruturas de saúde para melhorar o acesso geográfico das pessoas aos serviços de saúde, como exemplo a rede de Telemedicina que foi reforçada, com a instalação de novas unidades em alguns municípios, como é o caso do Porto Novo.

Por seu lado, o Representante da Organização Mundial da Saúde em Cabo Verde, Mariano Castellon, afirma que Cabo Verde está a comemorar uma construção histórica da saúde como um produto social. O que leva Cabo Verde a ser reconhecido pela OMS e outras organizações internacionais os grandes ganhos a nível da saúde.

 “Cabo Verde está de parabéns, e junto com Cabo Verde a OMS e outros sócios que estão a trabalhar para manter a cobertura universal de saúde e para melhora-la cada vez mais” sustenta.

Ainda durante as Jornadas, foi lançado a campanha “Menos Álcool, Mais vida”. O ato que com a presença do Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, que afirmou que “o combate ao alcoolismo é uma urgência nacional”.

O Presidente da República apelou, também, para a congregação de sinergias neste combate dizendo que “a problemática do alcoolismo apenas pode ser enfrentada numa perspetiva global e multissetorial que propicie a congregação de energias, através de medidas alicerçadas no conhecimento da realidade e na mobilização de amplos sectores sociais”.

Segundo o Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, o Governo, através do Ministério da Saúde e da Segurança Social tem na prioridade de sua agenda governativa para o setor da saúde, o combate ao fenómeno de alcoolismo.

A provação da proposta de Lei sobre o Álcool em Conselho de Ministros, será brevemente submetida à Assembleia Nacional para a sua aprovação. Conforme Arlindo do Rosário, esta medida legislativa, encerra em si, uma abrangência nas áreas críticas de combate ao fenómeno de alcoolismo.

 “É convicção do Governo, de que esta medida vem preencher uma lacuna legislativa atualmente existente e normalizar vários aspetos conexos, constituindo assim num importante instrumento, que associado às outras intervenções, como da Promoção de Saúde e campanhas de sensibilização e medidas de controlo, surtirão os efeitos desejados, de diminuir, a medio e longo prazo, a incidência deste fenómeno, remata o Ministro da Saúde e da Segurança Social”.

dia mundial saude ato central 2018

 

 

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2018 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.