Esta afirmação foi feita pela diretoraNacional de Saúde, Maria da Luz Lima, na cerimónia de encerramento da Formação para Gestores de dados na utilização da plataforma regional de partilha de Informação de Vigilância epidemiológica no espaço CEDEAO, realizado na cidade da Praia.

 Na sua intervenção, Maria da Luz Lima afirma que Cabo Verde tem um sistema de informação sanitária que funciona bem e que o Ministério da Saúde e da Segurança Social elabora anualmente o relatório Estatístico e, semanalmente, o Boletim Epidemiológico dos dados sobre doenças com potencial epidémico. Entretanto, a responsável de saúde acredita que com esta formação de capacitação dos técnicos, o país estará em melhores condições para criar um sistema de informação sanitária com mais credibilidade.

“Queremos melhorar essa informação para que tenhamos menos probabilidades de ter o risco de contágio, por isso para nós a questão da informatização é muito importante”.

Em jeito de conclusão a diretora, explica que esta ferramenta permitirá “tirar informações e ilações sobre os principais problemas de saúde pública em Cabo Verde e limitar as intervenções e realizar informações que sejam dirigidas às principais necessidades de saúde da população e as principais doenças que constituem uma principal carga morbilidade e mortalidade em Cabo Verde”.

Por seu turno, o formador, Tomé Ca, Responsável do sistema de Informação Sanitária da Organização o Oeste Africana de Saúde, explica que esta formação vai ser realizada nos 15 países da CEDEAO. Acrescenta que esta ferramenta vai permitir e orientar as políticas e as ações concretas nos momentos adequadas para ajudar a resolver os problemas de saúde nos países da CEDEAO.

 “A ideia é de continuar a trabalhar no sentido de melhorar a qualidade e o funcionamento da plataforma regional de partilha de informação para a saúde e tentar implementar e continuar os esforços para melhorar, mas também a nível de utilização nos países. O processo de implementação da plataforma está em curso, neste momento estamos a formar para na utilização, mas também para levantar todas as questões ligadas a sua funcionalidade e a sua operacionalidade para continuar a serem desenvolvidas de forma a poder desempenhar a função pela qual ela foi desenhada”.

A formação para Gestores de dados na utilização da plataforma regional de partilha de Informação de Vigilância epidemiológica no espaço CEDEAO foi organizada pela Organização Oeste Africana de Saúde em parceria com o Ministério da Saúde e da Segurança Social, e teve lugar 12 a 16 do corrente mês de março, na Praia com objetivo de capacitar técnicos nessa ferramenta de informação sanitária.

foto formação OOAS

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2019 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.