Decorreu esta terça-feira no Hospital Dr. Baptista de Sousa, o curso de cirurgia do ambulatório, ministrado pela Associação Portuguesa de Cirurgia do Ambulatório e a Associação Internacional de Cirurgia do Ambulatório.

O curso teve como objetivo de capacitar os profissionais de saúde dos hospitais Baptista de Sousa e Agostinho Neto. Estes participaram através de videoconferência, para melhorar a prestação de serviços no campo da cirurgia ambulatorial.

“A Cirurgia do ambulatório é um procedimento em que os doentes operados têm alta no mesmo dia. Nem todas as cirurgias devem ser praticadas assim, porque há umas que são mais complexas. Inclui as cirurgias mais simples, como hérnia, catarata, entre outros”, explicou na altura, a diretora Nacional de Saúde, Maria da Luz Lima. 

Para a responsável, a cirurgia ambulatória tem vantagens para os doentes porque podem regressar à casa no final do dia tendo assim o conforto do lar. Por outro lado, o hospital também tem “ganhos” á nível de redução de custos. 

 

A cirurgia do ambulatório não vai ser implementada de momento, porque é um processo que requer outros meios, mas é uma iniciativa em que o país está a pensar numa resposta rápida á situações de doentes que precisam de cirurgia que não seja de alta complexidade. Sublinha a diretora nacional de saúde. 

 

Refira-se que o curso já foi ministrado em vários países e neste contexto decorre no âmbito da cooperação entre Cabo Verde e Portugal.

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2019 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.