Nesta quarta feira (31) assinala-se o dia Mundial sem Tabaco, sob o tema “Tabaco uma ameaça ao desenvolvimento” e para a assinalar a data á semelhança de outros anos, o Ministério da Saúde e da Segurança Social e a Organização Mundial da Saúde realizaram ao longo desta semana várias atividades. Estas ações visam reforçar a luta contra o consumo do tabaco, destacando os riscos à saúde associados e sensibilizando a todos para a necessidade de se proteger as gerações presentes e futuras.

Na manhã de hoje o Ministério da Saúde e Segurança Social, em parceria com a Organização Mundial da Saúde (OMS) em Cabo Verde realizaram uma conferência de imprensa, com o propósito de apresentar a situação nacional do controle do tabaco, as orientações do Governo sobre Políticas e Programas do Controle do tabaco e o engajamento do país no controle global do tabaco, bem como as melhorias a introduzir no controlo do tabaco em Cabo verde e a relação entre o controle do tabaco e o desenvolvimento sustentável.

Em representação da OMS, Edith Pereira, Administradora Nacional para a Promoção da Saúde, explica durante a sua intervenção que o uso do tabaco constitui um grande obstáculo ao desenvolvimento sustentável, com impacto generalizado na saúde, na pobreza, na fome no mundo, no crescimento económico, na igualdade de género, no ambiente, na educação, nas finanças e na governação. Para combater o impacto negativo do tabaco no desenvolvimento, Edith Pereira defende que é preciso apostar não só na Convenção - Quadro da OMS para a Luta Antitabágica, mas também implementar medidas como o aumento dos impostos e dos preços dos tabacos.

Por seu turno, o representante do Ministério da Saúde e da Segurança Social, José Teixeira, ponto focal técnico para a convenção quadro, alerta que os estudos nacionais precisam ser atualizados, para se conhecer a verdadeira situação do país, acrescentando o país, neste momento, atende aos requisitos básicos do controle, mas ainda não são suficientes para travar a epidemia. “Cabo Verde está a elevar sua atenção ao controle do tabaco, devido a evidências de crescimento do seu consumo nos países de rendimento médio e baixo.

Está se a trabalhar na regulamentação da Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco, na adesão do Protocolo para a Eliminação do Comércio Ilícito do Tabaco, e preparar o desenvolvimento do Plano Estratégico Nacional para o controlo do Tabaco em CV”, acrescenta José Teixeira. De relembrar que Cabo Verde é um dos 15 países selecionados para receber um apoio direto no projeto FCTC 2030 (Framework Convention on Tabacco Control- Convenção Quadro para o Controlo do Tabaco (CQCT), pelo secretariado da Convenção para ajudar os Estados Membros a fortalecer a implementação da CQCT.

conferencia de imprensa dia mundia sem tabaco

 

 

Ministério da Saúde e da Segurança Social

 
Palácio do Governo - C.P nº 47
Cidade da Praia
Ilha de Santiago - Cabo Verde
 
Direitos de autor © 2017 Ministerio da Saúde e da Segurança Social. Todos os direitos reservados.